Estrada Real – Serro

Quem aprecia um queijo minas de produção artesanal, não pode deixar de saborear o Queijo do Serro direto da fonte! Nós, que seguimos pela Estrada Real, e não somos bobos nem nada, paramos no município do Serro para nos deliciarmos com o queijo artesanal, fresquinho, feito no dia.

A receita do Queijo do Serro tem mais de 300 anos, e preserva a história e o sabor. O queijo foi registrado como 1º Patrimônio Cultural de Natureza Imaterial de Minas Gerais pelo Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico – IEPHA, e como Patrimônio Cultural do Brasil pelo Instituto Artístico e Histórico Nacional – IPHAN. Queijo importante este, não é?

Procuramos pela fazenda onde é feito o queijo, mas as informações trocadas não nos ajudaram a chegar nela. Conseguimos encontrar uma loja que vendia o queijo. Ali mesmo fizemos a prova e levamos um queijo inteiro. Que delícia! Na mesma loja, tomamos um sorvete de produção própria. E desculpem, não nos levem a mal, mas aquele foi o pior sorvete que já tomamos na vida! Impossível descrever. Mas vale a pena experimentar para comprovar.

Passeamos pelo Centro Histórico, que é uma graça! E de lá seguimos para Tabuleiro, um lugar que tem os atrativos que mais amamos, cachoeiras e trilhas!

About Manu

Sou bicho do mato! Amo me sentir presente na natureza como se fosse parte dela. E sou apaixonada por pessoas, ouvir suas histórias e me encantar com elas.

2 thoughts on “Estrada Real – Serro

  1. Sandro_ventania

    Qual era o sabor do sorvete? Me fala que eu provo de outro sabor…vai que melhora?

    Reply
    1. Rubens

      E ai Sandro,
      Cada um tomou alguns sabores, o sorvete era no Kg.. e nenhum estava bom..rs.
      abraços

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.