Estrada Real – De Diamantina a Vau

Deixamos o camping em Diamantina-MG loucos para respirarmos cheiro de terra novamente. É um prazer enorme que sentimos quando estamos em locais menos povoados, mais rústicos, de gente simples.

Pegando o caminho de Diamantina para o vilarejo de Vau, nos deparamos com uma placa que nos despertou interesse. A Gruta do Salitre, localizada no distrito de Curralinho. Seguimos as orientações e fomos descobrir o que esta gruta teria de singular. E grande foi a nossa surpresa. A rochas lembram um castelo, numa formação imponente que nos fascina. O local já foi utilizado como palco para concertos devido a sua acústica perfeita, e para filmagem de filmes e novelas. Devido às suas formações de pedra, a gruta é muito procurada pelos praticantes de rapel e escalada, que devem se deliciar com a energia e a beleza do local. O Instituto Biotrópicos é o responsável pela gestão do Monumento Natural Gruta do Salitre. Muitas pesquisas e o plano de manejo ainda estão sendo feitos. Por isto, ainda não era possível entrar na gruta neste dia em que passamos por lá. Uma foto tradicional feita na gruta é do mapa do Brasil, sendo possível ser feita somente de um ponto específico. Valeu muito termos parado ali para conhecer este lugar que tem um ar misterioso e ao mesmo tempo lindo de se ver.

Seguimos pela estrada e paramos próximo a um rio para almoçarmos. Já no povoado do Vau, encontramos o Centro de Informação ao Turista fechado. Conseguimos falar com alguns moradores, que nos deram a dica de dormirmos em uma fazenda próxima. Os funcionários da fazenda nos atenderam  muito bem, e nos indicaram um cantinho onde poderíamos dormir.

Na paz de uma vista campestre, sem água e sem luz foi onde paramos o carro para pernoitarmos. Logo abrimos o toldo ao vermos uma nuvem escura se aproximar. E não demorou muito. Assim que terminamos a montagem, a chuva começou, e veio acompanhada de raios e trovões. Aceleramos a janta e corremos para dentro do carro, para nos abrigarmos deste turbilhão que invadiu a calmaria.

About Manu

Sou bicho do mato! Amo me sentir presente na natureza como se fosse parte dela. E sou apaixonada por pessoas, ouvir suas histórias e me encantar com elas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.